Feeds:
Artigos
Comentários

Posts Tagged ‘Português’

Testemunho de um passado recente tão diferente do actual momento Reportagem sobre a atividade «dar voz aos clássicos»

Frei Luís de Sousa de Almeida Garrett

A atividade formativa que juntou as turmas E, F e G de 11.º ano decorreu ao fim da manhã da terça-feira, dia 10 de março 2020.

     O Centro de Recursos da nossa escola recebeu as três turmas num momento de aprendizagem fora do vulgar, subordinado ao estudo da obra Frei Luís de Sousa, de Almeida Garrett, naquela que foi a Semana da Leitura. O objetivo do encontro, num contexto e espaço diferentes, é simples: os alunos dramatizam a leitura e, com recurso a excertos do filme Quem És Tu, de João Botelho, comparam e analisam as emoções que das personagens emanam.

    A dinâmica centrou-se nos manuais e na fluência com que cada um leu e encarnou a sua personagem – fator importante para a compreensão da mensagem do texto. Na tragédia, tanto os presságios como as peripécias conferem à obra um toque de mistério e suspense, que se encontram patentes ao longo do enredo.

    Depois de discutido o sentido da palavra “Ninguém.”, proferida pelo Romeiro – o qual responde à questão de Jorge: “Romeiro, romeiro, quem és tu?” – houve lugar para se manifestarem opiniões em relação à aula, a qual foi considerada, por vários, esclarecedora, diferente e mais dinâmica.

    A atividade terminou com o apelo da professora bibliotecária (Dulce Sousa), que reforçou a importância da biblioteca escolar – que, segundo ela, os alunos devem frequentar e aproveitar, de forma autónoma, para pesquisas e leituras.

 Luís Ascensão – 11.º E.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Read Full Post »

Visita de estudo de uma turma de 8 ano ao MediaLab / Diário de Notícias – Literacia dos Media, organizada pela Professora Maria de Jesus Gaspar, no âmbito do estudo de conteúdos da disciplina de Português. 

Os alunos de 8º ano da Escola EB 2,3 Daniel Sampaio vieram ao MediaLab Diário de Notícias, na manhã do passado dia 26 de novembro, para experienciar uma redação do Século XXI.

Uma formação dada aos alunos pela Equipa do MLDN foi a primeira coisa a fazer, para que estes pudessem saber na teoria mais sobre como funciona esta redação atual e o que fazem os jornalistas que lá trabalham. Nesta formação foi ainda mostrado à turma um vídeo com imagens inéditas do DN que contam a história do jornal cronologicamente desde que nasceu.

De seguida os alunos puderam pôr mãos à obra e fazer por eles mesmos: isto significando que, por grupos, ao todo, tiveram a oportunidade de construir dois noticiários de rádio, um de vídeo e ainda primeiras páginas de jornais. Estas primeiras páginas puderam levá-las consigo impressas e o resultado final dos três noticiários poderão vê-los no YouTube do MediaLab brevemente.

Por fim, alguns alunos conseguiram ainda conhecer toda a redação do Diário de Notícias e outros, a redação da TSF onde assistiram em direto num dos estúdios ao Fórum com Manuel Acácio. Na despedida, cada um dos jovens e também das professoras acompanhantes, teve direito a levar consigo um jornal da edição semanal do DN impresso.

in https://www.dn.pt/vida-e-futuro/medialab-do-diario-de-noticias-recebe-alunos-da-escola-eb-23-daniel-sampaio-11559780.html

Conteúdos produzidos pelos alunos na sequência da formação:

 

Read Full Post »

Terminou ontem a Literacia 3Di. Para muitos uma nova experiência nos caminhos do Saber. Turmas de 7 e 8 anos realizaram exercícios on-line no domínio da Leitura, a Português, e listening e reading, a Inglês.
Apesar do processo se ter pautado por diversas condicionantes, a maior parte delas relacionada com as alterações introduzidas por parte da Porto Editora na aplicação do concurso, muitos foram os alunos que tiveram oportunidade de aferir o grau dos seus conhecimentos.
A atividade decorreu na Biblioteca e nas salas de informática com a colaboração dos professores de Português e Inglês das turmas envolvidas, a quem a equipa de Biblioteca deixa um agradecimento.
Esta foi uma experiência interessante que motivou e cativou os alunos.
Dulce Sousa

Read Full Post »

Mais uma vez, a escola aderiu ao Concurso de Literacia 3D promovido pela Porto Editora e dinamizado pela BE em colaboração com os professores de Português e Inglês. Neste ano, tivemos a Literacia da Leitura para o 7ºAno e Literacia de Inglês para o . Cerca de 130 alunos participaram ao longo das 5 sessões que tiveram lugar na escola entre 20 e 24 de novembro, um número que excedeu em mais do dobro das participações dos anos anteriores.

Read Full Post »

Este slideshow necessita de JavaScript.

Read Full Post »

Foram entregues na biblioteca, no Dia da Escola, pelos professores de Português do 11º Ano, os Diplomas de Mérito Photográphico Queirozeano, que distinguiram as 8 melhores fotos realizadas durante o roteiro em Sintra, já divulgadas em artigo anterior.

D0

 

Read Full Post »

mini-feira

wp_20161021_14_43_56_pro

Read Full Post »

Este slideshow necessita de JavaScript.

Read Full Post »

lp

Read Full Post »

No âmbito da análise de um excerto do Diário de Anne Frank nas aulas de Português do 8ºAno da prof. Rosa Silva, os alunos experimentaram escrever as páginas dos seus próprios diários, mais ou menos influenciados pela célebre diarista, morta há 70 anos no campo de concentração de Bergen-Belsen.

páginas do diário de Anne Frank

páginas do diário de Anne Frank

Quinta-feira, 7 de agosto 2014

Querido Diário,

Hoje, vou-me embora de Berlim, em direção a Bad Prymont. Estou muito feliz e entusiasmada, pois no caminho vamos passar por um campo de concentração muito perto de Berlim, e Bad Prymont foi onde o meu pai cresceu.

Mais ou menos às 10h, cheguei ao campo, onde à entrada havia um museu muito pequeno, com fotos do campo na altura da guerra, e também tinha os uniformes dos prisioneiros dos campos, que eram às riscas brancas e azuis. Quando entrei, tudo pareceu ficar mais cinzento. O campo era triangular, e o guia que nos acompanhava explicou que, assim, os guardas que estavam nas torres, que se situavam em três pontas do campo, conseguiam observar cada passo dos prisioneiros. O chão do campo tinha diferentes tipos de solo, que serviam para torturar os prisioneiros, ao calçarem umas botas e ficarem a andar de um lado para o outro durante horas, e só paravam quando a sola das botas já não existisse.

Quando entrei nos dormitórios, vi pelo menos uma centena de camas, mas segundo o guia, ficavam lá pelo menos duas ou três centenas de pessoas, que dormiam umas em cima das outras. A coisa mais triste e deprimente no campo foi quando fui ao local onde eles queimavam os corpos, e mesmo passado setenta anos após a guerra, aquele sítio tinha um cheiro horrível, e ainda piorou quando fui a um local onde faziam experiências nos prisioneiros.

Enfim, foi muito triste. Agora, vou de viagem para Bad Prymont. Conto-te mais novidades amanhã.

Inês

Inês Ribeiro, 8.º B

…………………………………………………………………………………………………………………………………………………….

diárioPortugal, 1 de janeiro 2015

 Querido Diário,

Feliz Ano Novo! Ontem, dia 31, era 2014, mas hoje é o primeiro dia de 2015!

Bem… Vou-te contar como foi o meu último dia de 2014.

Tudo começou às 9h00 da manhã. Tanta agitação! Bolos para aqui, bolos para ali… a família começava a chegar, e ainda havia tanta coisa por fazer: arrumar a casa, lavar a loiça, pôr a mesa… Ufa! Tanta coisa! Quinze pratos, quinze facas, quinze garfos, quinze copos… e só duas mãos! Tenho de ser sempre eu! Quando é para comprar presentes, nunca se lembram de mim, no entanto somos seis crianças, e só se lembram da Raquel para pôr a mesa! Que chatice! Um dia vou ser eu a mandar e vou distribuir tarefas…

Enfim… finalmente, o jantar! Ah! Tanto esforço compensou! Um bom bife com batatas fritas e arroz para satisfazer a minha barriga. Vem aí a sobremesa! Que delícia! Nas festas, engordo uns dez quilos! Tanta coisa boa, que nem sei o que escolher. Há sempre muitos jogos para fazer em família e passar o tempo.

OMG! Falta um minuto! Como se diz, “ano novo, vida nova”, no entanto vou continuar a escrever em ti!

10…9…8…7…6…5…4…3…2…1! Feliz Ano Novo! Muitos beijinhos, da tua querida

Raquel

PS: Que este ano tenha muitas coisas boas para te contar. Espero que tenhas entrado com a “folha” direita.

Raquel Fonseca,  8.º B

………………………………………………………………………………………………………………………….

Sobreda, 8 de setembro de 2013

Querido diário,

Hoje, acordei super bem-disposta. Tive uma noite descansada e por isso decidi contar-te como correu o meu dia, de uma forma especial, de uma forma diferente, porque faço anos.

Já faço 12 anos, idade para ter juízo, não achas?

Como sabes, os meus dias são sempre os mesmos, as rotinas são sempre iguais. Tenho o cuidado de te manter informado!Girl_Writing_in_Diary_Blog

Acordo cedo, de manhã, tomo o pequeno-almoço, despacho-me e vou para a escola.

Uff! Sabes o que me safou? Estar de férias.

Apesar de hoje ser sábado, é uma sensação ótima estar de férias, e tu devias saber isso, pois estás sempre no teu cantinho! Quem me dera ser como tu!

Mas o motivo da minha satisfação é o meu aniversário ter calhado num fim de semana, porque apesar de eu estar de férias, os meus familiares trabalham. Por esse motivo, no fim de semana, há mais probabilidades de estar com eles.

Agora, que já te contei algumas coisas que não têm muito a ver com o meu dia, vamos ao que interessa…Estou super feliz, pois o meu pai levou-me à Kidzânia, no Dolce Vita, em Lisboa. Há tanto tempo que lhe pedia para lá ir! Finalmente, hoje, fui!

Foi uma experiência incrível! Não sei se estás a ver, a Kidzânia é como se fosse um mundo como o nosso, mas dentro de um avião gigante! Lá dentro, há várias profissões. Experimentei várias, mas a de que mais gostei foi, sem dúvida, fazer de piloto no avião! Senti-me verdadeiramente uma condutora! O meu pai fez de passageiro. Quando o vi, fiquei pasmada e completamente envergonhada, porque ia ler um aviso antes de levantarmos voo. Foi brutal!

Uma experiência que espero repetir por muitos mais anos. Adorei!

Um beijinho da tua querida Joana!

Joana Batista, 8.º C

imagens daqui, daqui e daqui

Read Full Post »

As alunas disitinguidas com o melhor trabalho receberam um livro-prémio da BE

As alunas distinguidas com o melhor trabalho receberam um livro-prémio da BE

Neste ano letivo, a turma do 7.o D participou no projeto Portefólio de Leituras, em parceria com a Biblioteca. De entre os portefólios entregues, mereceram destaque os das alunas Gabriela Godinho, n.o 10, e Joana Cardoso, n.o 13, não só por terem cumprido integralmente o que lhes fora pedido, como também por terem apresentado um produto com qualidade, o que se refletiu na classificação atribuída aos trabalhos. Estão, pois, de parabéns ambas as alunas, cujo trabalho deverá servir de incentivo aos seus colegas.

Rosa Silva (professora de Português)

Aceda ao Portefólio de Leituras – Gabriela Godinho, 7ºD

Read Full Post »

clique para aceder

clique para aceder

Neste ano em que se celebram os 8 séculos da língua portuguesa aqui fica uma sugestão de um canal YouTube, uma lista de reprodução gerida por Carlos Alberto Didier, dedicado à língua portuguesa e à literatura da lusofonia. Nesta compilação de 175 documentos audiovisuais incluem-se documentários sobre grandes clássicos da literatura portuguesa (muitos deles curriculares, de Camões a Saramago), assim como de outros países da lusofonia, numa variedade de originais lidos e declamados, documentários e entrevistas – sem dúvida um espólio muito interessante quer para fins letivos, quer para  simples amantes desta nossa pátria-língua.

Read Full Post »

Este slideshow necessita de JavaScript.

Read Full Post »

guarda-factos

clique para aceder

Read Full Post »

Disponível no Centro Virtual Camões, esta ferramenta didática de exploração de textos literários permite ouvir (necessita Real Player), ler, responder a um questionário e aceder a informações sobre o autor e obra, numa apresesentação muito prática e fácil de usar. Inclui contos e excertos de narrativas de uma grande diversidade de autores portugueses. Já incluidos no nosso centro de recursos – A Linha na Estante– estes materiais didáticos podem ser interessantes para disciplina de português, em especial para o desenvolvimento das competências de de Compreensão Escrita e Oral e para o conhecimento de alguns autores da nossa literatura.

clique para aceder

Read Full Post »

portefólio de leituras

Philip Behá – reading

Tendo em conta a experiência colaborativa do ano anterior entre a BE e o Grupo de Português, foi proposto a este último a integração letiva no Ensino Básico de um Portefólio de Leituras que corporizasse um Projeto Individual de Leitura por parte de cada aluno.

Este projeto-programa, já previsto na avaliação da BE no ano final do passado ano letivo, tem em vista sistematizar uma série de práticas já levadas a cabo por muitos professores de Português, integrando o Portefólio no currículo, dando-lhe uma duração de ciclo e desejavelmente um papel na formação da classificação do aluno na disciplina.

No entanto, o mais importante de tudo é a adesão de novos leitores e a orientação daqueles que já se considerem como tal – de modo que todos possam olhar para trás e ver como evoluíram, como vão amadurecendo como leitores ao longo de cada trimestre, de cada ano letivo.

De início, muitas questões podem ser levantadas: Como conquistar novos leitores para iniciar o seu próprio projeto? Bom, o melhor será definir o seu ponto de partida possível. Não gosta de ler? Certamente haverá algum assunto de que goste… assim sendo, o projeto não tem de começar com obras da “grande literatura”: qualquer livro (desde que escrito num português correto) será melhor que nenhum livro.  Não gosta de ler em papel? Não interessa, se puder encontrar algo que goste em formato digital – a sintaxe, a pontuação e o léxico de um livro exibido num écran é igual à do papel e muitos de nós, professores, nascidos e criados no meio dos livros, temos de nos lembrar que eles, os mais novos, vivem entre écrans e que para a muitos  provavelmente esse já é o suporte mais familiar e confortável.

Respeitando esta premissa de que a adesão do aluno terá de envolver uma dimensão de autonomia e que dependerá muito dele o desafio de amadurecer como leitor, qual será o papel do professor? O professor poderá ser um bom orientador, propondo desafios de leitura cada mais complexos, sugerindo obras, experiências de leitura àqueles com menor autonomia para o fazerem por si próprios. Pode e deve também pedir a colaboração da BE em tudo o que achar necessário – é para isso que cá estamos…

Assim, para “arrancar”, aqui ficam então algumas sugestões de leitura feitas já por sítios/entidades especializadas e que podem, dependendo do estilo letivo de cada professor e das características dos seus alunos-leitores, constituir um quadro inicial de referências para este projeto.

clique para aceder à lista

clique para aceder ao sítio

Read Full Post »

Peixes Caboclos, por Patrícia Moura

Sabia que o fel do bíblico peixe que curou a cegueira do pai de Tobias podia  muito bem ter sido óleo de fígado de bacalhau que, com a sua vitamina A, possui  propriedades curativas no campo da oftalmologia?

Sabia que o Pegador, alvo de repreensões no capítulo V do Sermão de S. António aos Peixes, tratar-se-ia provavelmente de uma Rémora,  escolhida pelo pregador, opostamente, como modelo de virtudes no capítulo III?

P. António Vieira

Estas e outras curiosidades fazem parte de um trabalho interdisciplinar dos alunos do 11ºB da ESDS (ano lectivo 2010-11) que se propuseram a analisar a possível realidade factual-científica por detrás dos elementos alegóricos-morais do sermão.

Sendo da área de Ciências e Tecnologias e participantes do Clube de Aquariofilia/Biomuseu os alunos puderam aliar a ciência à literatura, neste projecto interdisciplinar entre Português e Biologia que se publica agora na nossa Linha na Estante e que pode ser acedido aqui.

imagens daqui e daqui

Read Full Post »