Feeds:
Artigos
Comentários

Posts Tagged ‘Inquérito’

Este inquérito ao perfil de leitor dos alunos da Escola Daniel Sampaio foi realizado no âmbito do Plano de Melhoria da Biblioteca Escolar. Contou com a colaboração empenhada de todo o Departamento de Português na recolha dos dados.

Os seus objetivos eram claros: traçar um perfil de leitor dos nossos alunos, para com esses dados rentabilizar recursos e promover estratégicas com maior potencial de eficácia para que os alunos leiam mais e melhor.

Os dados foram recolhidos através de um formulário online, durante o mês de janeiro de 2018 e a amostra (que tinha como meta os 75% da totalidade dos alunos) distribuiu-se da seguinte forma:

NÍVEIS TOTAL ALUNOS AMOSTRA %
146 127 86%
134 94 68%
144 112 78%
10º 242 212 80%
11º 193 122 63%
12º 223 155 76%
BÁSICO 424 328 77%
SECUNDÁRIO 658 489 74%
TOTAL ESCOLA 1124 817 76%

Nas leituras favoritas, a narrativa de aventuras ganha em todos os níveis de ensino, embora o interesse registe um já esperável decréscimo do 7º ao 12º. Pelo contrário, e sem grandes surpresas, o interesse por obras didáctico-científicas é três vezes e meia maior no 12º do que no 7º.A leitura dos resultados, que se expõem nos painéis seguintes, permite-nos concluir que os alunos do 7º Ano são os leitores mais fervorosos, não só porque são os que mais gostam de ler (81%, por contraposição aos 61-62% do 9º em diante), mas são os que leem com mais frequência e que mais livros leram no último ano. São também os que mais leem exclusivamente em papel, 58,3%, por contraste com os do 9ºAno, em que 51,8% dos alunos afirma ler tanto em papel como em ecrã.

Conclui-se igualmente que 66% dos alunos possui livros suficientes para satisfazer as suas necessidades de leitura, e que apenas 11% recorre à BE para as suas leituras lúdicas. Regista-se ainda que o critério de escolha dos livros resulta em grande parte de sugestões e orientações de amigos, familiares ou professores, 75%, enquanto os restantes 25% prefere uma busca mais autónoma na BE, nas livrarias, na Internet, lendo as sinopses das obras para as seleccionar.

A adesão às leituras propostas/indicadas na disciplina de Português diminui com a subida do nível de escolaridade – enquanto 21,3% dos alunos do 12º afirma “nunca” gostar das obras associadas à disciplina, 15% dos do 7º dizem que gostam “sempre”.

Verificamos com grande satisfação que, entre as medidas que sugerem para melhorar os seus hábitos de leitura, “dar-lhes mais tempo para ler nas aulas” ganha a dianteira – o que confirma a impressão positiva que temos tido do impacto da medida 10 minutos a ler, implementada, igualmente no âmbito do Plano de Melhoria da BE em estreita articulação com o Departamento de Português.

Quanto ao resto, convidamos toda a escola a olhar para os resultados e retirar as suas próprias conclusões, ajudando-nos a refletir sobre como podemos melhorar como leitores ou promotores da leitura.

Fernando Rebelo, Professor-bibliotecário

resultados em pdf.

Diapositivo1Diapositivo3Diapositivo4Diapositivo5Diapositivo6Diapositivo7Diapositivo8Diapositivo9Diapositivo10Diapositivo11Diapositivo12

Read Full Post »

Nós, representantes dos jovens de toda a Europa, convidamos-te a dizer aos responsáveis ​​políticos e à indústria como deveria ser o futuro da Internet. Quais devem ser os teus direitos e oportunidades digitais? Diz -nos o que é importante para ti no que respeita ao teu futuro online.  

A página do website Youth Manifesto dedicada a Portugal pode ser encontrada clicando no banner abaixo: aí poderás postar as tuas ideias, debater os prós e os contras com outros jovens e votar em questões que aches que são as mais importantes.

Esta iniciativa faz parte de um processo de consulta que será realizada em duas fases: a primeira online usando esta plataforma para expressar e partilhar ideias e a tua visão de futuro (podes discutir este assunto também na escola juntamente com os teus colegas e professores e deixar no website os resultados dessa discussão). Na segunda fase os jovens que tiveram ideias mais votadas, serão convidados para irem a Bruxelas em Novembro de 2014 ao Safer Internet Fórum, para apresentarem as suas ideias aos decisores políticos e às pessoas da indústria. Esta é a tua oportunidade de teres a tua voz ouvida, e esperamos que a aceites e uses.

Leva o seu tempo que necessitas para pensar sobre as perguntas que se seguem e partilha depois os teus pensamentos online:

1. Qual seria a única coisa que mudarias para fazer uma internet melhor?

2. A internet tem 25 anos de idade. Como pensas que vai parecer a Internet daqui a 25 anos? O que devia garantir?

(mensagem enviada para divulgação por Internet Segura.pt)

clique para aceder ao inquérito

clique para aceder ao inquérito

Read Full Post »

No Ano Internacional da Biodiversidade, que agora se comemora, decidimos tratar o tema Aromas e Biodiversidade Botânica, no âmbito do trabalho a desenvolver em Área de Projecto.

Sabemos que muitos dos aromas que a natureza nos oferece têm origem em plantas. Mas como é que percebemos os aromas? Os compostos do aroma são captados pelos órgãos olfactivos, estimulando o epitélio olfactivo que se localiza no cimo das cavidades nasais. Portanto, os compostos do aroma têm de ser suficientemente voláteis para se poderem desprender do produto e “viajar” até ao nosso sistema olfactivo para que os possamos detectar.

Os aromas são pois compostos químicos voláteis que podem desencadear uma sensação positiva ou negativa, provocando a aceitação ou rejeição de um determinado alimento. E podem estar associados a factores psicológicos.

Decidimos escolher o aroma de morangos para analisar e identificar os seus constituintes. Para tal realizaremos a análise no Laboratório de Espectrometria de Massa da FCT-UNL  (previsivelmente em Abril).

E porquê morangos? Porque parece que o aroma dos morangos é muito popular. Mas será mesmo assim? O aroma dos morangos é mesmo o preferido pela maioria das pessoas? Para responder a esta questão contamos com a tua participação – responde ao nosso inquérito disponível em:

Obrigado pela colaboração!

Mónica Correia, Luísa Repolho e Nico Almeida, 12º C

Orientação do projecto: Profª Laila Ribeiro

Read Full Post »