Feeds:
Artigos
Comentários

Posts Tagged ‘Canções’

E aqui fica registada a efeméride, com a doçura despretensiosa da lusofonia do outro lado do Atlântico…

Read Full Post »

Para não se ter ouvido falar neste filme era preciso ter-se passado o Verão debaixo de uma rocha… Nunca vi um trailer passar tantas vezes na televisão e antes de o mammamia_galleryposterfilme estrear em Portugal já tinham posto a banda sonora à venda. Para quem gosta de ouvir músicas contagiantes de outros tempos, este é o filme perfeito!

Esta é a história de uma jovem noiva, Sophie, que tem apenas um desejo: que o seu pai a leve ao altar. O único problema é que ela não sabe quem ele é. A única pista está no diário de sua mãe, Donna, que na época teve três namorados. Na dúvida, ela chama os três, sem o conhecimento da mãe, para o grande dia, na expectativa de que saberá quem ele é quando o vir, mas tal não acontece. No meio de toda a agitação dos acontecimentos que antecedem o grande dia, as personagens expressam seus anseios de forma diferente: ao cantar as músicas do grupo sueco ABBA.

Não posso dizer que o filme seja uma obra-prima e por isso não posso dizer que seja “o filme da minha vida” – não tem nenhuma mensagem profunda ou algo que nos faça reflectir, mas também não é essa a sua intenção. A verdade é que o filme tem uma história meio pateta e o final não poderia ser mais previsível. É simplesmente um filme para “passar um bom bocado” e dar algumas risadas. Mas mesmo assim, gostei… e muito! As músicas dos ABBA tornam este filme num daqueles  que consegue deixar uma pessoa muito bem disposta. Acho que nunca vi uma sala de cinema tão bem disposta. A sessão estava quase lotada e na altura do célebre tema Mamma Mia praticamente toda a gente cantou em peso! E quem não cantou estava de certeza a bater o pezinho.

Vejam o filme, deliciem-se com aquelas paisagens gregas e preparem-se para ficar a cantar as músicas do filme durante uma semana!

Carina Constantino, 12ºA.

Read Full Post »

Ouvir música é realmente um dos meus passatempos favoritos, daí ter sido difícil escolher uma música ou cantor favoritos… Contudo, há realmente uma que me diz mais que todas as outras, chama-se Fate e é interpretada por uma cantora algo conhecida por ter composto a banda sonora de Homem AranhaAna Johnson, e ainda um grupo finlandês, Blake. Esta música faz ainda parte da banda sonora de um filme chamado Jade Warrior, filme este sobre lutas e espécies encantadas que estreou apenas na China e Finlândia, contendo assim espectaculares paisagens destes dois países.

Embora pareça ter um significado bastante triste, a letra desta canção foi o que me fez gostar dela. É uma canção bastante sentimental, que trata de saber viver a vida, aceitando o destino e lidando com o passado. É realmente uma excelente música, e espero que vos tenha suscitado algum interesse! Se quiserem ouvir, basta clicarem abaixo.

Sara Caldeira, 12ºA


Read Full Post »

Foi difícil escolher entre as três hipóteses (música, livro ou um filme) para dar a minha sugestão, mas optei pela hipótese que mais tinha a ver comigo, aquela de que me dá maior gosto  falar, que é a música!

Eu gosto imenso de música, de a ouvir e associá-la a certos momentos da minha vida,  porque cada canção tem uma história, descreve uma situação, uma emoção de um momento.  A escolha foi extremamente difícil, porque eu gosto de todas as músicas de certo género, o género mais melancólico, género esse que  faz com que me recorde de tudo e que me ajuda a ultrapassar certos momentos!

Assim, a música que eu escolhi foi uma canção da Mafalda Veiga, Cada lugar teu. Em primeiro lugar, a música transmite uma certa força, a força que todos precisam para passar os maus momentos e sorrir nos bons;  em segundo lugar,  traz também tranquilidade e harmonia! Há  certos versos da sua letra que acho que são essenciais e que revelam muita coisa: tento entender o rumo que a vida nos faz tomar, tento esquecer a mágoa, guardar só o que é bom de guardar – com este verso, percebe-se perfeitamente aquilo que nos quer transmitir a canção: temos que entender o rumo das nossas vidas apesar de em certas alturas pensarmos que não é o melhor, tentando vencer tudo o que nos destrói e só pensar nas coisas positivas e naquilo que de bom acontece.

Acho que consegui transmitir-lhes uma boa razão para ouvirem as músicas da Mafalda Veiga: cada uma conta uma história, cada canção tem referências na realidade e essas referências por vezes fazem com que consigamos ultrapassar tudo o que nesse momento estamos a passar , porque cada música representa uma situação e a consciência dessa  situação pode ser  essencial para mais tarde podermos olhar para trás e dizer: “consegui, a música fez-me bem”. É por isso que eu gosto das canções dela, pois são importantes para o nosso crescimento e  boas de ouvir.

Joana Jesus nº16 12ºA

Read Full Post »