Feeds:
Artigos
Comentários

Posts Tagged ‘Autores’

feira-livro

clique para saber mais

Read Full Post »

sá-carneiro

Faz hoje um século  que  Mário de Sá-Carneiro se suicidou em Paris, aos 25 anos. Amigo de Pessoa, com quem trocou intensa correspondência (já publicada), foi com ele um poeta da 1ª geração modernista de Orpheu. Apesar de para a História  ter ficado um pouco na sombra do seu amigo Pessoa, há quem defenda que Sá-Carneiro foi afinal o seu verdadeiro mentor, quem apontou o caminho ao poeta dos heterónimos. (Ler notícia no Público).

Sobre a sua própria morte, deixou-nos este poema-testamento, já musicado pelo grupo Trovante em 1987.

Fim

Quando eu morrer batam em latas,
Rompam aos saltos e aos pinotes,
Façam estalar no ar chicotes,
Chamem palhaços e acrobatas!

Que o meu caixão vá sobre um burro
Ajaezado à andaluza…
A um morto nada se recusa,
Eu quero por força ir de burro.

Disponível na BE

  • A Confissão de Lúcio, Lisboa: Pub.Anagrama; localização: 821.134.3. SÁC1
  •  Antologia poética de Mário de Sá-Carneiro, 2010, Lisboa: D. Quixote; localização: 821.134.3. SÁC2
  •  Indícios de oiro, 2009, Lisboa : Guimarães Editora; localização: 821.134.3. SÁC3
  •  Obras completas de Mário de Sá-Carneiro – Poesias, 1998, Ática, 7ª ed.; localização: 821.134.3. SÁC4
  • Conversa acabada: sobre Fernando Pessoa e Mário de Sá-Carneiro, Biografia de uma amizade, 2008, ZON-Lusomundo; localização: 8-3. CON
  • GALHOZ, Maria Aliete, 1979, Orpheu – Vol.I, Lisboa: Ática, 3ª ed.; localização: 821.134.3. GAL1
  • GALHOZ, Maria Aliete, 1979, Orpheu – Vol.II, Lisboa: Ática, 3ª ed.; localização: 821.134.3. GAL2

Read Full Post »