Feeds:
Artigos
Comentários

Posts Tagged ‘Alunos’

BE, 8ºB, Saber Comunicar 2  juntos pela Terra
O 8ºB juntou-se à BE no Dia Mundial da Terra, que se comemora no dia 22 de abril, e pôs mãos à obra, destacando esta efeméride com a criação de marcadores de livros feitos a partir de materiais totalmente recicláveis.
Nestes marcadores, os alunos redigiram frases, em português e francês,  que espelham as suas preocupações no que concerne a defesa do Meio Ambiente. Deixamos aqui dois exemplares para apreciarem.
A BE assinala esta data colocando à disposição dos alunos cestos de papel recicláveis que permitem uma separação efetiva dos resíduos. Os recipientes foram decorados com frases inspiradoras criadas pelos alunos do 8ºB.
E tu? O que é que podes fazer pelo nosso planeta?
Ana Noválio
Clique nas imagens para as aumentar e poder descarregar os marcadores

Read Full Post »

Enquanto o desenho ou a pintura proporciona, ao observador, apenas um ponto de vista, central, a escultura permite que o mesmo observador a contorne e tenha assim vários pontos de vista sobre ela.
Partindo da noção de tridimensionalidade e da multiplicidade de olhares inerente à escultura, os alunos criaram as suas composições reciclando materiais e tentando atribuir-lhes um sentido estético.
 
Ana Guerreiro
 

Este slideshow necessita de JavaScript.

Read Full Post »

Os alunos do 8ºB assinalaram o Dia Mundial da Água através de um curto vídeo, no qual se  podem encontrar algumas dicas para reduzir a nossa pegada da água.

A comemoração desta data visa sensibilizar a comunidade educativa para a utilização sustentável deste recurso natural e encontra-se inserida num trabalho interdisciplinar da turma, que pretende levar os alunos a praticar não só uma alimentação sustentável, nomeadamente através da redução do consumo de alimentos que implicam grandes quantidades de água na sua produção e do combate ao desperdício alimentar, como também levá-los a refletir sobre a necessidade de alterar um estilo de vida que cada vez mais assenta no consumo excessivo de bens que nem sempre são necessários.

O projeto da turma é apoiado pelo Ler, ver e fazer (n)o mundo da  BE.

Read Full Post »

Este ano, o Dia Mundial da Poesia e o Dia Mundial das Florestas serão comemorados de forma virtual pela comunidade educativa da Escola Secundária Daniel Sampaio.

Para assinalar o Dia Mundial da Poesia, alunos do terceiro ciclo e do ensino secundário uniram-se na produção de pequenos vídeos, com declamações não só de poemas de autores consagrados, como também de textos poéticos originais.

O Dia Mundial das Florestas foi assinalado com dois textos narrativos da autoria de alunas do 3º ciclo, já publicados em post anterior.

A BE agradece a colaboração dos alunos neste trabalho desenvolvido no âmbito do projeto Ler, ver e fazer (n)o mundo.

Ana Noválio

Read Full Post »

O projeto “10 minutos a ler” foi implementado no Agrupamento de Escolas Daniel Sampaio no ano letivo de 2017-18. A ideia fulcral que está na base desta iniciativa é desenvolver o gosto pela leitura.

Trata-se de um projeto bastante acarinhado pelos alunos, tendo já sido proposto que fosse alargado a outras disciplinas e não decorresse apenas na aula de português. Durante 10 minutos, vale tudo em termos de leitura: jornais, revistas, banda desenhada, mangas, textos literários ou de natureza científica – tudo é permitido! A única regra é ler o que dá mais prazer. A atividade encontra-se de tal modo enraizada que não é raro observar que o material para os “10 minutos a ler” é o primeiro a sair da mochila, sem haver a necessidade do professor referir que se vai dar início a esta atividade.

Este conjunto de circunstâncias levou a que a Biblioteca Escolar decidisse candidatar-se ao projeto “10 minutos a ler”, promovido pelo Plano Nacional de Leitura, que financia a aquisição de obras literárias. E … fomos contemplados com o prémio de €1000!

A Biblioteca agradece a todos os alunos e aos professores que dinamizam esta iniciativa.

Ana Noválio (PB-ESDS)

Read Full Post »

Read Full Post »

Read Full Post »

A minha experiência no workshop Repórter Local

No período compreendido entre os dias 6 e 16 de outubro de 2020, quatro alunos e a professora bibliotecária, da Escola Secundária Daniel Sampaio, participaram no workshop online denominado “Repórter Local” ministrado pela Help Images – uma organização sem fins lucrativos.

Após a conclusão do workshop, realizámos uma pequena reportagem com base em alguns dos 17  ODS (Objetivos de Desenvolvimento Sustentável).

Na minha opinião, este workshop permitiu-me adquirir conhecimentos acerca de um dos muitos ramos da área da comunicação, ajudando-me assim a ter uma noção mais realista de uma das minhas possíveis futuras áreas de trabalho.

Apesar de ter uma considerável carga horária diária, o instrutor Ricardo Nogueira e a outra escola participante, a Escola Básica Ferreira de Castro, fizeram com que valesse a pena.

Esta atividade permitiu-me também fazer novas amizades com pessoas incríveis, com quem irei sem dúvida manter contacto.

Aconselho vivamente a todos que gostem de comunicação, fotografia, som, etc. a participar num workshop como este.

Madalena Vitorino, 11ºE

(vídeo realizado no âmbito do workshop)

Read Full Post »

Concurso Literário Escolar + Leitura + Sucesso – participação da ESDS/ AEDS premiada.

A aluna Sara Boisseau Varino dos Santos, 12º ano, B, que aceitou o desafio da Biblioteca Escolar, foi distinguida com o Prémio do 3º escalão para a modalidade de poesia com o texto “No Canto Rasgado de um Guardanapo”, que a seguir se publica, entre os 13 trabalhos a Concurso.

O júri do Concurso Literário Escolar constituído por João Paulo Proença, Coordenador Interconcelhio para as Bibliotecas Escolares do Concelho de Almada, Armando Correia, Técnico Superior da Área da Educação da Câmara Municipal de Almada e Davide Freitas, Técnico Superior da Rede Municipal de Bibliotecas de Almada, procederam à apreciação dos trabalhos  apresentados a Concurso pelos Agrupamentos Escolares do Concelho de Almada e assim o decidiram.

Foram rececionados na Divisão de Bibliotecas e Arquivos 30 trabalhos, 17 na modalidade de conto e 13 na modalidade de poesia, de 10 Agrupamentos Escolares do Concelho de Almada, produzidos por 28 alunos, identificados com pseudónimo e com os títulos por escalão.

A participação de sucesso da aluna Sara Boisseau é mais um motivo de orgulho para a nossa comunidade escolar e uma prova de que vale sempre a pena investir nos projetos das Bibliotecas Escolares. Parabéns!

Dulce Sousa

poema

Luís Vasconcelos-praia coleção

Fotografia original de Luís de Vasconcelos, selecionada por Sara Boisseau

Em jeito de testemunho

Iniciei o meu 7ºano nesta escola em setembro de 2014. Agora, em junho de 2020, estou a acabar o 12ºano.

Pelas outras escolas por onde passei, a biblioteca foi, para mim, um local de passagem diária. Os livros sempre me fascinaram e acompanham-me desde pequena. Se a leitura sempre fez parte da minha vida, a escrita rapidamente me envolveu e se tornou a minha companheira confidente.

Nesta biblioteca cresci física e intelectualmente. Cresci com a biblioteca, e cresci na biblioteca. O banco que utilizava para chegar às prateleiras do fundo é hoje o mesmo banco que utilizo para aceder às mais altas prateleiras das estantes.  Foi através dos diversificados e atrativos livros da nossa biblioteca que estimulei a criatividade e o interesse pelas mais diversas áreas do saber. Foi na escola Daniel Sampaio que consegui conciliar o gosto pelos números, ingressando no curso de Ciências e Tecnologias, e pelas letras, explorando a biblioteca e participando ativamente nos vários desafios (e foram tantos!) promovidos pelos professores bibliotecários.

Entrei neste desafio pelo prazer de participar e ter sido o meu poema, entre outros, o escolhido, é, para mim, motivo de grande satisfação e alegria. O facto de ter sido uma escolha anónima deixa-me ainda mais feliz pois foi tida em conta, unicamente, a minha escrita, o que confere a este prémio um sabor mais especial.

A verdade é que o caminho se faz caminhando, e na biblioteca da escola Daniel Sampaio encontrei tudo o que precisava para que esta minha viagem tivesse sucesso. Os professores Fernando Rebelo e Dulce Sousa foram o meu farol, apontando-me o caminho. As auxiliares Fernanda e Helena assistiram-me ao longo do percurso, tornando a viagem mais simples. Divido com eles este prémio, porque ele também lhes pertence. A eles, os meus agradecimentos.

Hoje, estou a terminar o 12ºano. Em breve, encontrarei outra biblioteca. Mas não me despeço da biblioteca da escola Daniel Sampaio. Levo-a comigo, e ao mesmo tempo, deixo-a para vocês. Estou certa que a cadeira onde me sentava não ficará vazia, pois espero que este meu testemunho sirva de incentivo a outros caminhantes.

Sara Boisseau, 12ºB

Read Full Post »

1. FERRAMENTAS DE VIDEOCONFERÊNCIA E TRABALHO EM LINHA:

• https://duo.google.com/
• https://classroom.google.com/
• https://zoom.us/
• https://www.circuit.com/
• https://jitsi.org/
• https://web.skype.com/
• https://web.whatsapp.com/
• https://whereby.com
• https://www.webex.com/

2. PLATAFORMAS DE APRENDIZAGEM INTERATIVA:

• Escola virtual: https://www.escolavirtual.pt/ – disponível em acesso livre
• Aula digital: https://auladigital.leya.com/ – disponível em acesso livre

3. PUBLICAÇÕES EM ACESSO LIVRE

• Coleção «O Essencial Sobre…» https://www.incm.pt/portal/livros_edicoes_gratuitas.jsp

Read Full Post »

No dia 29 de janeiro de 2020, decorreu na ESDS a Oficina de Escrita criativa orientada pelo escritor David Machado. Tratou-se de uma iniciativa enquadrada no Festival READ ON, projeto cofinanciado pelo programa Europa Criativa, da União Europeia, a decorrer em Almada. A oficina de escrita foi dirigida sobretudo a jovens do ensino secundário e nela se inscreveram alunos de diversas turmas de 11º e 12º anos.

O laboratório de escrita criativa decorreu em três fases: um primeiro momento de reflexão/debate sobre a importância da literatura, do ato de escrita e da função das histórias e das narrativas na nossa vida social e pessoal. Nesta fase inicial, o testemunho de David Machado e o seu diálogo com os alunos foi muito importante para clarificar e concretizar o que é o ofício de escritor e o processo de escrita.

O segundo momento aconteceu já à mesa de trabalho e correspondeu a um brainstorming que levou os alunos a esboçarem uma história multicéfala mas coesa. Cada ideia um caminho novo para uma narrativa que teria de ser verosímil, cada pormenor teria de justificar a sua própria existência e nunca defraudar o leitor. Sob o olhar técnico e arguto do escritor David Machado, os alunos tiveram oportunidade de perceber que numa história nada está ao acaso. O estado de vigilância tem de ser permanente, inclusivamente, para evitar preconceitos e clichés que navegam nas ideias e que poderão contaminar a criatividade da escrita. Foi um momento muito divertido e enriquecedor do processo de criação de texto.

Depois do exercício de oralidade, que “aqueceu” a imaginação do grupo, veio o terceiro momento. Nesta fase, os alunos foram convidados a iniciar o processo de escrita criativa da sua história. Um processo solitário de redação de uma história individual que partiu de uma ideia original de cada aluno Cada um dos 15 textos deveria integrar no seu enredo o tema Green Revolution – Revolução Verde.

Os resultados foram muito interessantes e, apesar de não ter sido possível a David Machado comentar a construção de todos os textos, as suas observações foram muito úteis para o coletivo. Incidiram sobre o modo como cada narrativa consegue “agarrar” o leitor, o modo como se ganha ou perde o leitor a partir de situações ou frases que quebram o encantamento da história no imaginário de quem a lê. Ouviram-se fragmentos de histórias. Narrativas inesperadas, puras, tocadas pela magia das primeiras escritas criativas.

O trabalho de criação continuou em casa. Mas aqui, na escola, os alunos envolveram-se realmente na experiência e no final da oficina tinham ainda mais dúvidas a esclarecer e perguntas a fazer a David Machado, que sempre disponível partilhou a sua experiência literária.

A Biblioteca da ESDS agradece a todo o grupo de alunos envolvidos, bem como a todas as professoras que colaboraram na divulgação da iniciativa.

Um agradecimento muito especial ao escritor David Machado pela sua partilha de experiência e pelo conhecimento que nos transmitiu. Próximo encontro: Festival Read On – Concurso de Escrita Criativa.

Dulce Sousa

(Prof. Bibliotecária ESDS/AEDS)

Este slideshow necessita de JavaScript.

Read Full Post »

Read Full Post »

Os ritmos quentes de Havana invadem a ESDS

No âmbito do projeto “Há música na Biblioteca”, apoiado pelo Clube da Música, no dia 23 de Janeiro, entre as 13:40H. e as 15:15H., a professora Paula Duque “abriu à escola” o acesso a uma das suas aulas do módulo 9 – Instrumentos Rítmicos – da disciplina do 12º Ano de Expressão Corporal, Dramática e Musical, da turma J , do Curso de Técnico de Apoio à Infância, durante a qual decorreu um workshop de percussão, ministrado pelo professor cubano – Hector Marquez, graduado no Curso Superior de Música, na área da percussão, pelo Conservatório de Havana.

Depois de se ter apresentado, o professor nomeou os instrumentos de percussão, que levou consigo para a aula, explicou e exemplificou como cada um deles produzia som, tendo concluído esta primeira parte informando os presentes de como aqueles são afinados e em que tipo de música são mais utilizados. Seguidamente, falou das técnicas implícitas à forma de tocar timbales e “guyro” (com baquetas), cajon, bongô, conga e pandeireta (com as mãos).

Após esta fase, passou-se à parte prática do “workshop”, tendo os presentes sido divididos em vários grupos de seis elementos, os quais tocaram entusiasticamente diversos ritmos, em conjunto, seguindo as orientações e instruções do professor, com e sem a sua participação.

A seguir, os alunos colocaram algumas questões, às quais o professor respondeu, tendo assim esclarecido todas as dúvidas que surgiram.

Por fim, a professor fez uma demonstração de como tocar simultaneamente quatro dos instrumentos utilizados durante o workshop, que culminou num aplauso geral.

Paula Duque

Este slideshow necessita de JavaScript.

Read Full Post »

Read Full Post »

Através do traço da Maria e da Sofia, a Biblioteca Escolar deseja-vos Boas Festas!

Residência de artistas:

Mural de Natal construído pelas nossas duas artistas convidadas – alunas de 7 ano.

Mais um projeto artístico em parceria com a Professora Ana Guerreiro (E.V.)

Merry Christmas

Joyeux Noël

Feliz  Navidad

Read Full Post »

Visita de estudo de uma turma de 8 ano ao MediaLab / Diário de Notícias – Literacia dos Media, organizada pela Professora Maria de Jesus Gaspar, no âmbito do estudo de conteúdos da disciplina de Português. 

Os alunos de 8º ano da Escola EB 2,3 Daniel Sampaio vieram ao MediaLab Diário de Notícias, na manhã do passado dia 26 de novembro, para experienciar uma redação do Século XXI.

Uma formação dada aos alunos pela Equipa do MLDN foi a primeira coisa a fazer, para que estes pudessem saber na teoria mais sobre como funciona esta redação atual e o que fazem os jornalistas que lá trabalham. Nesta formação foi ainda mostrado à turma um vídeo com imagens inéditas do DN que contam a história do jornal cronologicamente desde que nasceu.

De seguida os alunos puderam pôr mãos à obra e fazer por eles mesmos: isto significando que, por grupos, ao todo, tiveram a oportunidade de construir dois noticiários de rádio, um de vídeo e ainda primeiras páginas de jornais. Estas primeiras páginas puderam levá-las consigo impressas e o resultado final dos três noticiários poderão vê-los no YouTube do MediaLab brevemente.

Por fim, alguns alunos conseguiram ainda conhecer toda a redação do Diário de Notícias e outros, a redação da TSF onde assistiram em direto num dos estúdios ao Fórum com Manuel Acácio. Na despedida, cada um dos jovens e também das professoras acompanhantes, teve direito a levar consigo um jornal da edição semanal do DN impresso.

in https://www.dn.pt/vida-e-futuro/medialab-do-diario-de-noticias-recebe-alunos-da-escola-eb-23-daniel-sampaio-11559780.html

Conteúdos produzidos pelos alunos na sequência da formação:

 

Read Full Post »

No passado dia 2 de dez., o poeta fingidor, Fernando Pessoa, viu a sua vida e obra ser recriada e homenageada por alunos do 12 ano dos Cursos Profissionais, na biblioteca da ESDS.
Em estilo café-concerto, Fernando Pessoa revelou o seu “eu” fragmentado e plural. Eis então que surgem Alberto Caeiro, Ricardo Reis, Álvaro de Campos e até mesmo Alexander Search, que em registo musical emocionou a plateia – E. E., alunos, Professores, Direção.
Os alunos e alunas assumiram com convicção os rostos do poeta através de sentidas leituras de interessantíssimos poemas. Alguns bem divertidos, revelando um Fernando Pessoa (ou seria Álvaro de Campos?!…)  irónico, meigo e ridículo, pois “todas as cartas de amor são/ Ridículas. […] Mas, afinal, /Só as criaturas que nunca escreveram/ Cartas de amor/ É que são/ Ridículas”.
Também através da dança e da música estes (re)criadores deram “vida” ao grande escritor da língua portuguesa, falecido a 30 de novembro de 1935, data que este café-concerto pretendia também assinalar.
Sob orientação e organização das Professoras Maria Chinopa e Rute Magalhães (Português), bem como com a colaboração e monitorização das Professoras Paula Duque (Português/Música)e Conceição Marchã (Inglês), o café-concerto foi um sucesso de diversidade pedagógica e de abordagem interdisciplinar, a que não quis faltar o próprio Fernando Pessoa.
Que voltem sempre, ó Utilizadores, ó Leitores, ó Escritores desta biblioteca!
Dulce Sousa

Read Full Post »

Older Posts »