Feeds:
Artigos
Comentários

Posts Tagged ‘Adolescência’

Desta vez, decidimos divulgar alguns livros didáticos da nossa BE – não especificamente disciplinares, mas que abordam temas como a eficácia no estudo, a educação para a saúde e para a sexualidade, a violência. Alguns são destinados diretamente aos adolescentes, aos estudantes, outros são mais orientados para professores no apoio às tarefas de ensino e orientação dos seus alunos. Aqui estão… nesta Estante virtual e disponíveis para sair das estantes da nossa BE.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Read Full Post »

Com o início do ano letivo, uma nova série de mitos sobre o cérebro humano desmistificados por Teresa Alves Soares aqui no Bibli.

7. O consumo de canábis não afeta o cérebro: falso

Ao contrário daquilo que muitos pensam, o consumo regular da canábis pode causar danos permanentes no funcionamento do cérebro humano. Os preparados feitos a partir das folhas e troncos das plantas Cannabis têm as designações comuns de haxixe, chamom, liamba, marijuana ou maconha.

Vários estudos recentes, longitudinais, isto é, que incidiram sobre populações estudadas ao longo de vários anos da sua vida, mostram que o consumo continuado de canábis antes dos 18 anos causa danos irreparáveis no funcionamento cerebral, particularmente nas funções da atenção e da memória. Estas funções mentais, assim como a inteligência, foram estudadas em indivíduos que consumiram canábis mais que uma vez por semana antes dos 18 anos. Estes consumidores regulares na adolescência revelam, na idade adulta, perturbações da memória e da atenção, assim como resultados mais baixos em testes de QI (quociente de inteligência), quando comparados com indivíduos que não consumiram canabinóides antes dessa idade. Como o cérebro humano, na adolescência, ainda não está completamente desenvolvido, o seu funcionamento pode ser afetado pelo consumo regular destas substâncias.

A ação dos canabinóides no cérebro, isto é, a interferência química das moléculas de Delta 9 tetrahidrocanabinol (THC) provoca alterações a nível da conectividade das redes de neurónios, com consequentes alterações do funcionamento cerebral. Assim, o consumo regular de derivados da canábis, danifica o cérebro dos adolescentes e, quanto mais cedo o cérebro é exposto ao THC, maior é o risco de danos cerebrais permanentes.

O consumo de canábis pode também, causar efeitos secundários psicóticos, quer dizer, situações de distorção das informações sensoriais, interpretação delirante da realidade e ideias de perseguição, com duração variável. Outro efeito, já muito conhecido, do uso regular da canábis é o síndrome amotivacional, caracterizado por dificuldade em concentrar a atenção, inibição da iniciativa, apatia, afastamento social e redução dos interesses.

Outro aspeto para ficar alerta é o facto de os indivíduos com risco de se tornarem dependentes de drogas terem capacidades de auto controlo e de regulação do seu comportamento bastante diminuídas.

Saber mais em http://www.idt.pt/PT/Substancias/DerivadosdaCannabis/Paginas/Efeitos.aspx

Teresa Alves Soares

(Psicóloga da ESDS)

imagens daqui e daqui

Read Full Post »

Como o título desta categoria indica – O Filme da Minha Vida – este artigo era suposto ser dedicado a um filme que, ao longo dos meus 18 anos, me tivesse marcado. Em vez disso, vou referir um que me define atualmente: A Melodia do Adeus  (Título Original: The Last Song). Apesar de preferir filmes como os do Harry Potter, Transformers, ou seja, filmes que são um misto de fantasia, acção, suspense, A Melodia do Adeus identifica-se com muitos adolescentes de hoje em dia.

Retrata a história de uma rapariga adolescente que vai com o irmão mais novo passar o verão com o pai a uma aldeia junto à costa. No início, Ronnie (a rapariga) dá-se muito mal com o pai e estão sempre a discutir. Passados alguns dias, Ronnie conhece um rapaz que a trata como uma princesa, fá-la feliz e assim, Ronnie, devido a toda a atenção de que é alvo, decide acalmar as coisas com o pai, pois não tendo nenhum amigo na aldeia com quem pudesse falar, acaba por fazer dele o seu melhor amigo. Nos dias seguintes, Ronnie vive o sonho de que tudo está bem, até que, numa tarde, o pai vai para o hospital. Ronnie é informada de que ele tem cancro e que não viverá por muito mais tempo. Tudo correra bem até àquele infeliz dia mas, a  partir daí, o seu mundo entra em colapso. Perdeu o pai, o seu melhor amigo, perdeu o amor da sua vida, perdeu tudo.

Esta história acaba assim – não de uma forma feliz, como naqueles filmes em que podemos dizer que “viveram felizes para sempre”, mas de uma forma boa, pois ela acaba por recuperar o seu grande amor e decide seguir o sonho de ir para a universidade de Julliard, para se formar no ramo da música, especializando-se no piano (uma paixão partilhada com o pai).

Na minha opinião, esta jovem era definida pelo seu passado, era definida pelos outros pela sua aparência, pelo carácter forte que demonstrava ter mas, no fundo, só queria uma oportunidade para ser feliz. E só se apercebeu das coisas boas que tinha quando estas se lhe “escaparam das mãos”.

Na vida nem sempre vamos a tempo de as recuperar: por vezes perdemos pessoas de quem tanto gostamos e só nos apercebemos disso muito tempo depois. Este filme deve servir de lição a muitos adolescentes, porque costumam “atirar- se de cabeça” não medindo as consequências e, quando dão por isso, já não há volta a dar.

Joana Falcão, 12ºB

imagens daqui e daqui

Read Full Post »

Como já havia sido anunciado aqui no Bibli numa Estante anterior, os alunos do 10ºAno da ESDS estabeleceram no 1º Período o seu contrato de leitura na disciplina de Português sobre obras do nosso patrono, Professor Daniel Sampaio.

Lidas as obras, tiveram agora os alunos das 6 turmas  do 10ºAno oportunidade, em duas sessões que decorreram ao longo da manhã do dia 2 de Fevereiro, de colocar questões, fazer comentários directamente ao autor sobre as suas leituras. Como é evidente, as narrativas, ficcionadas segundo o próprio  a partir da sua experiência pessoal e profissional ao longo dos anos, suscitaram questões com que muitos jovens  se debatem frequentemente, sendo muitas vezes esta reflexão e partilha um bom caminho  para a compreensão de nós próprios e o entendimento do outro.

Assim, não faltaram perguntas e comentários  sobre  sexualidade e  afectos (gravidez na adolescência e contracepção, amor e sexo, homossexualidade, amizade), violência e  bullying,  tristeza,  depressão e  suicídio,  relações com os pais, professores e adultos significativos…

Pelas referências do auditório, pudemos perceber que as suas preferências  iam para obras como Vagabundos de nósMemórias do futuro, Vivemos livres numa prisão e, mais particularmente, Tudo o que temos cá dentro, que suscitou a curiosidade de alguns alunos sobre a relação entre os protagonistas, Nuno e Rita, em questões como a culpa e as diversas formas de amar… mas sobre isto deixaremos falar mais detalhadamente os nossos leitores do 10ºAno, pois contamos publicar brevemente aqui no Bibli alguns artigos sobre as obras de que mais gostaram.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Read Full Post »

Neste verão,  li um livro chamado O Despertar. O Despertar é de uma saga de livros da autora L.J.Smith, que envolve uma combinação de géneros como fantasia, terror e romance.

O livro fala-nos de um grupo de adolescentes numa cidade pequena, onde todos se conhecem e se relacionam. A história inicia-se com o ano lectivo da secundária local, que desta vez vai estar recheado de novos dramas, mistérios e romance, motivados pelo aparecimento de uma nova personagem chamada Stefan Salvatore, o rapaz novo, cheio de mistério e charme que chama a atenção de toda a gente no liceu.

O livro trata da vida dos adolescentes, dos seus dilemas e dramas pessoais. A personagem principal Helena e as suas melhores amigas, Bonnie e Vickie, deparam-se repentinamente com uma nova luta pelo poder escolar: a desde sempre rainha da escola, Helena, ganha uma inimiga e rival numa anterior amiga (Catherine); como se não bastasse, apaixona-se pelo rapaz novo.

O passado obscuro deste rapaz (afinal ele é um vampiro) irá rechear a história de aventuras, drama e acção, não só porque ele tenta lutar contra a paixão que também sente por Helena, pela sua sede de sangue humano (ele, sendo vampiro, só consome sangue de animais), como também tenta esconder de todos a sua verdadeira essência.

Este primeiro livro termina já com Helena consciente daquilo que Stefan é e com o aparecimento de algumas situações inexplicáveis que deixam antever o aparecimento de mais um vampiro.

Em suma, achei o livro interessante, revigorante quando toca à química entre as personagens e o enredo é de tal forma extenso e complexo que a autora teve que escrever mais do que cinco livros para narrar a história completa de todas as personagens e suas relações.

Rui Alves, 11º B

Read Full Post »