Feeds:
Artigos
Comentários

Archive for the ‘Acontece…’ Category

BE, 8ºB, Saber Comunicar 2  juntos pela Terra
O 8ºB juntou-se à BE no Dia Mundial da Terra, que se comemora no dia 22 de abril, e pôs mãos à obra, destacando esta efeméride com a criação de marcadores de livros feitos a partir de materiais totalmente recicláveis.
Nestes marcadores, os alunos redigiram frases, em português e francês,  que espelham as suas preocupações no que concerne a defesa do Meio Ambiente. Deixamos aqui dois exemplares para apreciarem.
A BE assinala esta data colocando à disposição dos alunos cestos de papel recicláveis que permitem uma separação efetiva dos resíduos. Os recipientes foram decorados com frases inspiradoras criadas pelos alunos do 8ºB.
E tu? O que é que podes fazer pelo nosso planeta?
Ana Noválio
Clique nas imagens para as aumentar e poder descarregar os marcadores

Read Full Post »

Os alunos do 8ºB assinalaram o Dia Mundial da Água através de um curto vídeo, no qual se  podem encontrar algumas dicas para reduzir a nossa pegada da água.

A comemoração desta data visa sensibilizar a comunidade educativa para a utilização sustentável deste recurso natural e encontra-se inserida num trabalho interdisciplinar da turma, que pretende levar os alunos a praticar não só uma alimentação sustentável, nomeadamente através da redução do consumo de alimentos que implicam grandes quantidades de água na sua produção e do combate ao desperdício alimentar, como também levá-los a refletir sobre a necessidade de alterar um estilo de vida que cada vez mais assenta no consumo excessivo de bens que nem sempre são necessários.

O projeto da turma é apoiado pelo Ler, ver e fazer (n)o mundo da  BE.

Read Full Post »

Este ano, o Dia Mundial da Poesia e o Dia Mundial das Florestas serão comemorados de forma virtual pela comunidade educativa da Escola Secundária Daniel Sampaio.

Para assinalar o Dia Mundial da Poesia, alunos do terceiro ciclo e do ensino secundário uniram-se na produção de pequenos vídeos, com declamações não só de poemas de autores consagrados, como também de textos poéticos originais.

O Dia Mundial das Florestas foi assinalado com dois textos narrativos da autoria de alunas do 3º ciclo, já publicados em post anterior.

A BE agradece a colaboração dos alunos neste trabalho desenvolvido no âmbito do projeto Ler, ver e fazer (n)o mundo.

Ana Noválio

Read Full Post »

O velho castanheiro de Lamego

Tudo aconteceu num dia frio de inverno. O céu estava deserto e  gélido. As aves, que outrora voavam alegremente, haviam desaparecido e a chuva, coisa bela mas tão destruidora, fizera estragos algures, mas também trouxera a vida a milhares e milhares de pequenas plantinhas, que um dia, haveriam de se reproduzir e, quiçá, tocar o céu.

Ninguém sabe como, ninguém sabe porquê, mas foi de uma dessas, tão pequenas e inocentes plantas, que este castanheiro floresceu.

Hoje, frondoso e paciente, o velho castanheiro mantém-se firme, olhando por Lamego.

Inês Santos Pedro, 8º B

A árvore extraordinária

Em tempos longínquos, num verdejante vale abraçado por grandiosas montanhas,  existia uma árvore extraordinária. Os povos antigos respeitavam-na e contavam histórias sobre os seus poderes maravilhosos. A árvore teria nascido num lugar remoto e secreto. Poucos conseguiam encontrá-la e quem a encontrava continuava a guardar o segredo.

Os povos dos novos tempos ouviam estas histórias e duvidavam da existência da árvore extraordinária. Nunca mais tinham surgido pessoas que tivessem enriquecido com os seus poderes. Como se poderia enriquecer com uma árvore? Ou obter sabedoria?

O Daniel era uma menino que ouvia estas histórias. Apesar de viver na cidade, gostava muito da natureza e tinha imensa curiosidade em perceber porque os antigos falavam nos poderes maravilhosos da árvore extraordinária. Por isso, quando cresceu, partiu à sua procura pela gigantesca floresta dos povos antigos, onde os povos dos novos tempos já não iam.

A viagem foi muito longa. Conheceu novos lugares, tão diferentes dos que conhecia. Aprendeu a respeitar a natureza, os animais, as plantas e os rios. Experimentou viver com o que a natureza lhe dava. À noite conseguia ver as estrelas do céu e sonhava. E um dia alcançou o verdejante vale de que falavam os antigos. Sentiu que aquele era o vale de que se falava noutros tempos. As árvores eram todas belas, como são todas as árvores. Por acaso, fixou o olhar numa delas. Sentiu que aquela era a sua árvore extraordinária. E percebeu que, com toda aquela aventura, a sua vida tinha enriquecido muito com o contacto com a natureza.

O Daniel tinha enriquecido.

Beatriz Ribeiro, 8ºB

Read Full Post »

É com enorme satisfação que comunicamos que foi selecionado mais um dos projetos da BE da DS.

Desta vez tratou-se da candidatura ao Programa Movimento 14-20 a Ler, do Plano Nacional de Leitura (PNL), com o projeto Ler ver e fazer (n)o mundo.

Das diversas Bibliotecas Escolares que participaram, apenas quatro projetos foram selecionados a nível nacional e contemplados com o prémio de € 10.000.

Ler ver e fazer (n)o mundo pretende motivar os jovens para a leitura e para a escrita, reforçando estes domínios, assim como para a partilha destes interesses junto dos seus pares através dos meios audiovisuais e das redes sociais, mobilizando e desenvolvendo competências com vista a uma participação mais ativa, consciente e responsável na sociedade.

Para este projeto, a BE estabeleceu parcerias com a Junta de Freguesia da Charneca da Caparica e Sobreda, a ONG Help Images e a Organização de Estados Ibero-americanos para a Educação, a Ciência e a Cultura.

A imagem que irá figurar no portal do PNL foi realizada pelo artista plástico André Trafic e encontra-se na parede lateral do pavilhão D da Escola Secundária Daniel Sampaio.

A BE agradece a todos os alunos que produziram e participaram no vídeo que apoiou a candidatura ao Programa Movimento 14-20 a Ler, assim como aos Foxy Rocket que consentiram a utilização de um dos seus temas no clipe.

Ana Noválio

Read Full Post »

O projeto “10 minutos a ler” foi implementado no Agrupamento de Escolas Daniel Sampaio no ano letivo de 2017-18. A ideia fulcral que está na base desta iniciativa é desenvolver o gosto pela leitura.

Trata-se de um projeto bastante acarinhado pelos alunos, tendo já sido proposto que fosse alargado a outras disciplinas e não decorresse apenas na aula de português. Durante 10 minutos, vale tudo em termos de leitura: jornais, revistas, banda desenhada, mangas, textos literários ou de natureza científica – tudo é permitido! A única regra é ler o que dá mais prazer. A atividade encontra-se de tal modo enraizada que não é raro observar que o material para os “10 minutos a ler” é o primeiro a sair da mochila, sem haver a necessidade do professor referir que se vai dar início a esta atividade.

Este conjunto de circunstâncias levou a que a Biblioteca Escolar decidisse candidatar-se ao projeto “10 minutos a ler”, promovido pelo Plano Nacional de Leitura, que financia a aquisição de obras literárias. E … fomos contemplados com o prémio de €1000!

A Biblioteca agradece a todos os alunos e aos professores que dinamizam esta iniciativa.

Ana Noválio (PB-ESDS)

Read Full Post »

Read Full Post »

Read Full Post »

Read Full Post »

Foi em 1943, em plena 2ª guerra mundial, que Hugh Martin e Ralph Blane compuseram uma canção para um filme protagonizado por Judy Garland (Meet me in St. Louis/Não há como a nossa casa).

Have yourself a merry little Christmas percorreu com êxito os 77 anos que já nos separam da sua criação mas, não obstante ser mundialmente conhecida, não sei se todos se aperceberam do modo como a mensagem que as palavras que a compõem se atualiza nestes outros tempos difíceis que estamos a viver: “Next year all our troubles will be out of sight” (no ano que vem, já todos os nossos problemas terão ficado para trás), “Faithful friends who are dear to us/Will be near to us once more” (Bons amigos, que nos são queridos/Estarão connosco outra vez). São palavras que ecoam um Natal triste, sem a presença dos entes queridos, mas são sobretudo palavras de outra geração que, estando igualmente a sofrer, nos transmite a esperança num melhor futuro.

Aqui fica então essa esperança e essa canção.

Bom Natal e Melhor Ano Novo

Fernando Rebelo

Read Full Post »

A minha experiência no workshop Repórter Local

No período compreendido entre os dias 6 e 16 de outubro de 2020, quatro alunos e a professora bibliotecária, da Escola Secundária Daniel Sampaio, participaram no workshop online denominado “Repórter Local” ministrado pela Help Images – uma organização sem fins lucrativos.

Após a conclusão do workshop, realizámos uma pequena reportagem com base em alguns dos 17  ODS (Objetivos de Desenvolvimento Sustentável).

Na minha opinião, este workshop permitiu-me adquirir conhecimentos acerca de um dos muitos ramos da área da comunicação, ajudando-me assim a ter uma noção mais realista de uma das minhas possíveis futuras áreas de trabalho.

Apesar de ter uma considerável carga horária diária, o instrutor Ricardo Nogueira e a outra escola participante, a Escola Básica Ferreira de Castro, fizeram com que valesse a pena.

Esta atividade permitiu-me também fazer novas amizades com pessoas incríveis, com quem irei sem dúvida manter contacto.

Aconselho vivamente a todos que gostem de comunicação, fotografia, som, etc. a participar num workshop como este.

Madalena Vitorino, 11ºE

(vídeo realizado no âmbito do workshop)

Read Full Post »

Comemoraram-se nos dias 15, 16 e 17 de outubro os “DIAS ERASMUS” – uma celebração de um programa que assumiu o antigo nome das bolsas de estudo universitárias para se estender, desde o seu início em 2014, a todos os níveis de ensino, sob o nome Erasmus +. Desde então, a nossa escola tem-se candidatado à sua Ação-chave 2, que financia projetos de parcerias entre escolas europeias, tendo tido, desde 2016, três projetos financiados na área das ciências em abordagem interdisciplinar: SMiLES (2016-18), INTEReST (2018-21) e, desde setembro, o SCIENTIFY (2020-22).

Certo é que nestes tempos complexos, estes projetos, mais em particular o que vínhamos a desenvolver desde 2018 – INTEReST– , viram-se privados de uma componente muito importante do seu sucesso: o encontro físico dos seus participantes,  dada a incerteza, quando não impossibilidade, da mobilidade internacional. Assim, foi com grande pena nossa que tivemos de adiar sine die o último encontro da parceria, que teria tido lugar em março de 2020, em Mersin (Turquia). Nesse encontro, as escolas de Portugal, Lituânia, Hungria e Turquia teriam tido oportunidade de mostrar as atividades que tinham realizado no âmbito do BeeINTEReSTed e de  finalizar em conjunto as últimas etapas desse projeto que, como o vídeo que a seguir publicamos bem ilustra, se propôs  tratar o tema das abelhas através das conteúdos curriculares das disciplinas de Biologia, Matemática, Física e Química do Ensino Secundário.

Esperando melhores dias, que com certeza chegarão, decidimos porém não ficar parados e, aproveitando a oportunidade que a Agência Nacional E+ nos proporcionou de não só prolongar o projeto até 2021, como de substituir o encontro físico pelo virtual, daremos início a 4 de novembro a uma série de 5 workshops por videoconferência, em que alunos dos 4 países da parceria trocarão experiências sobre as atividades levadas a cabo no desenvolvimento do BeeINTEReSTed e proporão aos colegas dos outros países desafios no âmbito desta temática. Desta forma, manteremos os alunos e os professores destes 4 países motivados, acreditando na qualidade do seu trabalho, preparando-nos para o dia em que nos poderemos encontrar todos outra vez.

  • Equipa INTEReST: Carla Vaz, Telma Rodrigues (biologia), Ana Cristina Santos (matemática), Paula Paiva (física e química) e Fernando Rebelo (coordenação)
  • Site internacional INTEReST: http://www.interest-erasmus.net/

Read Full Post »

cartaz da autoria da profª. Sandra Surgy

 

PROGRAMA

  • “10 min. a ler”
  • Formação de utilizadores
  • Semana Educativa Ibero-americana sobre Democracia e Cidadania para a Garantia dos Direitos Humanos
  • Repórter Local (Help Images)
  • Mostra do Filme Solidário (Help Images

Read Full Post »

Concurso Literário Escolar + Leitura + Sucesso – participação da ESDS/ AEDS premiada.

A aluna Sara Boisseau Varino dos Santos, 12º ano, B, que aceitou o desafio da Biblioteca Escolar, foi distinguida com o Prémio do 3º escalão para a modalidade de poesia com o texto “No Canto Rasgado de um Guardanapo”, que a seguir se publica, entre os 13 trabalhos a Concurso.

O júri do Concurso Literário Escolar constituído por João Paulo Proença, Coordenador Interconcelhio para as Bibliotecas Escolares do Concelho de Almada, Armando Correia, Técnico Superior da Área da Educação da Câmara Municipal de Almada e Davide Freitas, Técnico Superior da Rede Municipal de Bibliotecas de Almada, procederam à apreciação dos trabalhos  apresentados a Concurso pelos Agrupamentos Escolares do Concelho de Almada e assim o decidiram.

Foram rececionados na Divisão de Bibliotecas e Arquivos 30 trabalhos, 17 na modalidade de conto e 13 na modalidade de poesia, de 10 Agrupamentos Escolares do Concelho de Almada, produzidos por 28 alunos, identificados com pseudónimo e com os títulos por escalão.

A participação de sucesso da aluna Sara Boisseau é mais um motivo de orgulho para a nossa comunidade escolar e uma prova de que vale sempre a pena investir nos projetos das Bibliotecas Escolares. Parabéns!

Dulce Sousa

poema

Luís Vasconcelos-praia coleção

Fotografia original de Luís de Vasconcelos, selecionada por Sara Boisseau

Em jeito de testemunho

Iniciei o meu 7ºano nesta escola em setembro de 2014. Agora, em junho de 2020, estou a acabar o 12ºano.

Pelas outras escolas por onde passei, a biblioteca foi, para mim, um local de passagem diária. Os livros sempre me fascinaram e acompanham-me desde pequena. Se a leitura sempre fez parte da minha vida, a escrita rapidamente me envolveu e se tornou a minha companheira confidente.

Nesta biblioteca cresci física e intelectualmente. Cresci com a biblioteca, e cresci na biblioteca. O banco que utilizava para chegar às prateleiras do fundo é hoje o mesmo banco que utilizo para aceder às mais altas prateleiras das estantes.  Foi através dos diversificados e atrativos livros da nossa biblioteca que estimulei a criatividade e o interesse pelas mais diversas áreas do saber. Foi na escola Daniel Sampaio que consegui conciliar o gosto pelos números, ingressando no curso de Ciências e Tecnologias, e pelas letras, explorando a biblioteca e participando ativamente nos vários desafios (e foram tantos!) promovidos pelos professores bibliotecários.

Entrei neste desafio pelo prazer de participar e ter sido o meu poema, entre outros, o escolhido, é, para mim, motivo de grande satisfação e alegria. O facto de ter sido uma escolha anónima deixa-me ainda mais feliz pois foi tida em conta, unicamente, a minha escrita, o que confere a este prémio um sabor mais especial.

A verdade é que o caminho se faz caminhando, e na biblioteca da escola Daniel Sampaio encontrei tudo o que precisava para que esta minha viagem tivesse sucesso. Os professores Fernando Rebelo e Dulce Sousa foram o meu farol, apontando-me o caminho. As auxiliares Fernanda e Helena assistiram-me ao longo do percurso, tornando a viagem mais simples. Divido com eles este prémio, porque ele também lhes pertence. A eles, os meus agradecimentos.

Hoje, estou a terminar o 12ºano. Em breve, encontrarei outra biblioteca. Mas não me despeço da biblioteca da escola Daniel Sampaio. Levo-a comigo, e ao mesmo tempo, deixo-a para vocês. Estou certa que a cadeira onde me sentava não ficará vazia, pois espero que este meu testemunho sirva de incentivo a outros caminhantes.

Sara Boisseau, 12ºB

Read Full Post »

Testemunho de um passado recente tão diferente do actual momento Reportagem sobre a atividade «dar voz aos clássicos»

Frei Luís de Sousa de Almeida Garrett

A atividade formativa que juntou as turmas E, F e G de 11.º ano decorreu ao fim da manhã da terça-feira, dia 10 de março 2020.

     O Centro de Recursos da nossa escola recebeu as três turmas num momento de aprendizagem fora do vulgar, subordinado ao estudo da obra Frei Luís de Sousa, de Almeida Garrett, naquela que foi a Semana da Leitura. O objetivo do encontro, num contexto e espaço diferentes, é simples: os alunos dramatizam a leitura e, com recurso a excertos do filme Quem És Tu, de João Botelho, comparam e analisam as emoções que das personagens emanam.

    A dinâmica centrou-se nos manuais e na fluência com que cada um leu e encarnou a sua personagem – fator importante para a compreensão da mensagem do texto. Na tragédia, tanto os presságios como as peripécias conferem à obra um toque de mistério e suspense, que se encontram patentes ao longo do enredo.

    Depois de discutido o sentido da palavra “Ninguém.”, proferida pelo Romeiro – o qual responde à questão de Jorge: “Romeiro, romeiro, quem és tu?” – houve lugar para se manifestarem opiniões em relação à aula, a qual foi considerada, por vários, esclarecedora, diferente e mais dinâmica.

    A atividade terminou com o apelo da professora bibliotecária (Dulce Sousa), que reforçou a importância da biblioteca escolar – que, segundo ela, os alunos devem frequentar e aproveitar, de forma autónoma, para pesquisas e leituras.

 Luís Ascensão – 11.º E.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Read Full Post »

Ainda completamente fora de tempo, mais vale tarde do que nunca, já que, à exceção da campanha Miúdos a Votos, todo o restante programa se cumpriu.

Dulce Sousa (PB ES Daniel Sampaio)

Este slideshow necessita de JavaScript.

Read Full Post »

Read Full Post »

Older Posts »